Método de Avaliação de Estoques - PEPS, UEPS E CUSTO MÉDIO.

Avatar

Vitória Souza


PEPS, UEPS E CUSTO MÉDIO, Qual melhor pra sua empresa? 


Você sabia, que o método de avaliação escolhido, está intrincadamente ligado ao lucro a ser calculado nos demonstrativos contábeis?

Fatores externos como (preço dos produtos, inflação e transporte), variam e escolher o melhor método para sua empresa, pode trazer um resultado diferente na sua contabilidade. 

PEPS, UEPS e o Custo Médio são as possibilidades, vamos conhecer cada uma;

PEPS: Primeiro que Entra, Primeiro que Sai (first in, first out). No método PEPS, usa-se o custo do lote mais antigo quando da venda da mercadoria até que se esgotem as quantidades desse estoque, daí parte-se para o segundo lote mais antigo e assim sucessivamente.

UEPS: Último a Entrar, Primeiro a Sair. É um método de avaliar estoque. O custo do estoque é determinado como se as unidades mais recentes adicionadas ao estoque (últimas a entrar) fossem as primeiras unidades vendidas (saídas) (primeiro a sair). No método UEPS, o custo dos itens vendidos/saídos tende a refletir o custo dos itens mais recentemente comprados (comprados ou produzidos, e assim, os preços mais recentes).

Esse método, trás uma valorização de estoques, uma vez que o último produto a entrar, geralmente é mais caro do que o primeiro que foi vendido.

Custo Médio: Este modelo é também é conhecido como média ponderada móveis e calculado através de uma média aritmética dos custos de aquisição. O método é muito utilizado pelas empresas varejistas, que possui um mix grande de produtos. Esse método é aceito pelo Fisco e diga-se de passagem o mais utilizado pelas empresas comerciais. 

No Brasil a legislação do imposto de renda permite apenas o PEPS e a Média Ponderada Móvel para fins de contabilidade de custos.

Qual segmento da sua empresa? E qual método funciona com os seus processos? 

Explique pra nós! 

:) 

Votos
0

Sua resposta